terça-feira, 11 de março de 2008

Corrente 'do bem'



Querido amigo,

Recebi teu e-mail. Na surpresa de que, depois de anos de convivência, você tivesse conseguido redigir algumas linhas de memória dos nossos momentos, engano meu. Enviaste-me uma correspondência em branco, sem um "boa tarde!", um "por onde andas?". Nada me fez lembrar os bons costumes.
Constava apenas um arquivo powerponit recheado de imagens, por sinal, de muito bom gosto! Dizia se tratar de uma corrente que ainda não fora quebrada nos últimos quinze meses [puxa!] Me incitava "passar pra frente" a mensagem para outras dez pessoas, desde que de extrema confiança. No final das contas, ainda hoje [duas vezes puxa!], eu receberia uma graça, [uau!] Deveriam ser motivos suficientes para me sentir um homem de sorte. Mas não bastasse tudo isso, eu ainda receberia 03 centavos de real por cada mensagem repassada nessa corrente [puxa! puxa! puxa!]
E ainda sob o peso da responsabilidade que me trouxe, eu te escrevo:
Achei irrelevante respondê-la, afinal nehuma equação matemática me garantia que irias sequer lê-la novamente. Depois, não tenho dez amigos suficientes que te garantam 30 centavos. E de mais a mais, temo os perigos da superstição, magias e da Nova era.
Sei que estas não são palavras de alguém que mereça confiança para esse tipo de negócio. Bem, me arrependo agora da confiança que te inspirei. Oxalá que essa quebra da corrente não venha afetar teus negócios financeiros.
Me perdoa. No entando, não fosse a total falta de credibilidade que eu deposito em correntes como essa, poderia pensar na segurança financeira oferecida em misticismos. Espero que tenha mais sorte do que eu.
Mais uma vez, sinto-me profundamente responsabilizado pela quebra de uma corrente que prometia resultados ainda para essa tarde. Mas já é tarde, tarde demais...

Do seu amigo, eu.

10 comentários:

Ana Fontes disse...

Hahahahahah!
Adorei a sua "paciência"!
Sobre a "gambazada", vc tb gostou, né?! Só não entendi o "fala de onde, Ana?"...
Bjs

Ana Cláudia Zumpano disse...

Obrigada por comentar lá no blog... adorei teu blog, vou ler sempre agora! E vc me lembrou que este ano a dívida é maior, mais uma parcela... aiii não é fácil não.
bjos ;*

sieger disse...

UHauhauhauha
vc ja viu aquela que tem no orkut?
"Uma menina foi morta não sei onde, se vc não mandar pra não sei quantas pessoas, ela vai puxar seu pé a noite!"
Esse pessoal anda sem criatividade pra spam

sieger disse...

UHauhauhauha
vc ja viu aquela que tem no orkut?
"Uma menina foi morta não sei onde, se vc não mandar pra não sei quantas pessoas, ela vai puxar seu pé a noite!"
Esse pessoal anda sem criatividade pra spam

Fê Guimarães disse...

Olá, Heber! Passei para agradecer sua visita ao meu blog e dizer que gostei muito do seu. Vou virar "freguês"...rs!

Quanto às correntes e demais mensagens de otimismo via power point, a única vantagem é que, com o tempo, a gente as identifica pelo título, marca e clica no botão "excluir" direto, sem nem sequer se dar ao trabalho de olhar.

Abraço!

Helen disse...

Dá vontade de responder assim mesmo!

Odeio correntes, odeio spams...

bju!

Daniel Ferreira disse...

que coisa, não!? rsrsrsrs

saudações, Heber!

Renata R. disse...

hahaha. Adorei isso!

Posso utilizar? rs

Cansei de ser abduzida disse...

MEDO.. ai.. ai...
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Será que é esse o motivo de eu não ter ganho na MegaSena?


uhuhuhh

Beijos.. te cuida bem!

Cristina disse...

Eu já devo ter sido vítima de muitas maldições por quebrar essas correntes ¬¬