sábado, 7 de fevereiro de 2009

Dando nome aos bois

De acordo com o site da BBC Brasil, segundo estudos realizados pela Faculdade de Agricultura, Alimentos e Desenvolvimento Rural da Grã-Bretanha - ou daquelas pesquisas de instituições renomadas que não dizem nada, fazendeiros que dão nome as suas vacas, podem aumentar a produção de leite em até 285 litros por ano.


Vê-se que nem só de pesquisas brilhantes e comprovações reveladoras vivem os gênios da ciência. Charles Darwin, por exemplo, era também um preocupado com a causa animal. O Pai da teoria da evolução produziu uma tese revolucionária sobre os bichos, em 'A expressão das emoções no homem e nos animais'. Na obra, Darwin demonstra que os animais também sentem raiva, medo, ciúme, manifestados por meio das expressões que ele examinava e explicava através da observação de animais domésticos e selvagens. O naturalista inglês vai bem mais além da observância da capacidade de produção das glândulas mamárias das vacas e investiga aspectos biológicos do comportamento, uma das vertentes das neurociências, dos animais.


Tudo isso parece história pra boi dormir, mas não se engane. No campo jurídico o assunto já corre além do que possamos imaginar. Para quem não sabe, os animais são detentores de tutela jurídica e administrativa. Existem uma gama de legislações, tratados, convenções,que garantem a defesa e preservação dos bichanos. Existe, inclusive, Declaração Universal dos Direitos dos Animais.

Pois é, vacas são objetos de pesquisa científica, teorias neurológicas, detentoras de direitos e deveres, partes em processos judiciais, letras de música, símbolo de devoção e, possuem até santo! Difícil mesmo de imaginar é que nome dar a elas. Os Titãs*, bem que tentaram dar nome aos bois:

Garrastazu
Stalin
Erasmo Dias
Franco
Lindomar Castilho
Nixon
Delfim
Ronaldo Bôscoli
Baby Doc
Papa Doc
Mengele
Doca Street
Rockfeller
Afanásio
Dulcídio Wanderley Bosquila
Pinochet
Gil Gomes
Reverendo Moon
Jim Jones
General Custer
Flávio Cavalcante
Adolf Hitler
Borba Gato
Newton Cruz
Sérgio Dourado
Idi Amin
Plínio Correia de Oliveira
Plínio Salgado
Mussolini
Truman
Khomeini
Reagan
Chapman
Fleury

E você? Como chamaria sua vaquinha?

Mais?
Eles tem sentimentos?
Tribuna Animal
Afinal, a vaca é louca ou sagadra?

4 comentários:

Victor Borba disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Victor Borba disse...

Excelente post. Infelizmente, nenhuma dessas pesquisas ainda me fez sentir peso na consciência suficiente pra virar vegetariando.

Abraço.

andré disse...

Mas isso é mais do que lógico. Os criadores de cães mesmo sabem que se eles tiverem mais atenção, carinho etc os descendentes terão menos problemas físicos e psicológicos (por incrível que pareça).
Valeu pelo comentário ;)
Gostei do blog.

Rafaela Meneses disse...

A minha vaquinha se chamava, Mili.
Não sei mais se ela existe, ou se ja foi devorada pela seca da terra ou pela boca de alguém... Vai ver que ela não dava leite por não a chamarem pelo nome.



Como sempre adoro ler você.