sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Que saber o que vem a ser ironia do destino, Lei de Murphy ou alguma merda muito próxima disso tudo? Taí: Hoje saí da academia, São Paulo debaixo de um pé d'água e não havia jeito, era preciso chegar em casa da forma menos úmida possível. Fui de táxi, cê sabe... Pro primeiro carro disponível acenei, depois me acomodei, informei o destino e conferi se o taxímetro (todas as proparoxítonas são acentuadas?) estava mesmo marcando bandeira 1. Coisas de praxe. Só então comecei a perceber que algo ali me era familiar. Se não estava tendo um d'javú, era bem provável que eu conhecia aquele taxista de algum lugar. Mas de onde? Fora os amigos sempre de passagem, contando, mal conheço dez pessoas por aqui, e nenhum delas é taxista. Ok, então ele é da Tv? Mas poxa! artistas desempregados não viram taxistas (se bem que não deixa de ser uma boa opção para se estar sempre perto do público). Nem parecia com o Hulk, o Gugu ou a Eliana disfarçado. E pensando nisso, que o vi passando direto do retorno para pegar o sentido do meu destino.

"- Hamm, amigo, vem cá... não deveríamos dobrar aqui?"
"- Hã? heim? mas por ali havia como pegar a 9 de Julho?"
"- Mas é cláro!"
"- Desculpa, é... é que não conheço a região. Sou novo por aqui"

Ah! Olha aí...eu conheço essa estória. Na hora me lembrei. Esse bigode não me enganava com uma desculpinha dessas. Era o mesmo escroto que há um mês me deu uma volta na Faria Lima para chegar na Consolação e que não conhecia a região.

Pois é... nessa sexta, choveu, trovejou e um raio fdp caiu duas vezes no mesmo lugar.

3 comentários:

Shaulinho Palom disse...

Ja passei por uma situação parecida.

Só uma coisa': artista falido faz filme pornô ok?
bj

Séfora disse...

Se fosse no RJ artista falido venderia coco na praia kkkkkkk

Esses causos em sampa...

Cristina disse...

Murphy never fails.